Tuesday, January 14, 2020

Preservado Separadamente Em Um Manuscrito

Preservado Separadamente Em Um Manuscrito



Uma paráfrase em latim do martírio, atribuída a Linus, sucessor de Pedro no bispado de
Roma, foi feita a partir do grego e é ocasionalmente útil.

Eu
O Fragmento Cóptico
Isso é Preservado Separadamente Em Um Manuscrito antigo de papiro (século quarto-quinto) agora em Berlim;
o outro conteúdo são escritos gnósticos que ainda não foram publicados. Eu sigo C.
A representação de Schmidt. Ele tem um título no final: O Ato de Pedro No primeiro dia da semana,
isto é, no dia do Senhor, uma multidão se reuniu e trouxeram a Pedro muitos enfermos
para que ele possa curá-los. E uma das multidões se aventurou a dizer a Pedro: Eis, Pedro, em nossa
presença que fizeste muitos cegos para ver e surdos para ouvir e coxos para andar, e
socorreu os fracos e deu-lhes forças; mas por que não sucumbiste os teus
filha, a virgem, que cresceu bonita e creu no nome de Deus? Pois eis que
seu lado está totalmente paralisado, e ela se deita ali, estendida no canto, desamparada. Nós vemos
os que foram curados por ti; a tua própria filha tu negligencias.
Mas Pedro sorriu e disse-lhe: Meu filho, é manifesto somente a Deus, pelo que seu corpo está
não inteiro. Saiba então que Deus não é fraco nem impotente para conceder seu presente a minha filha;
para que tua alma se convença, e os que estão aqui presentes possam mais acreditar - então ele
olhou para a filha e disse-lhe: Levanta-te do teu lugar, sem ajuda alguma.
BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 103
103
salve somente a Jesus, ande inteiro diante de tudo isso e venha a mim. E ela se levantou e
veio a ele; e a multidão se alegrou com o que havia acontecido. Então disse Pedro para
eles: Eis que seu coração está convencido de que Deus não está sem força a respeito de todas as coisas que
pedimos a ele. Então eles se alegraram ainda mais e louvaram a Deus. E Pedro disse à filha: Vai
para o teu lugar, e deitar-te e estar de novo na tua enfermidade, pois isso é conveniente para mim e
Para ti. E a donzela voltou e deitou-se em seu lugar e foi como antes: e o
toda a multidão chorou e pediu a Pedro que a fizesse completa.
Mas Pedro disse-lhes: Como vive o Senhor, isso é conveniente para ela e para mim. Pois no dia
quando ela nasceu para mim, tive uma visão, e o Senhor me disse: Pedro, hoje é um grande dia.
tentação nascida para ti, pois esta filha trará dor a muitas almas se o corpo dela continuar
todo. Mas pensei que a visão me zombasse.
Agora, quando a donzela tinha dez anos, uma pedra de tropeço foi preparada para muitos por motivo de
dela. E um homem extremamente rico, chamado Ptolemaeus, quando viu a donzela com ela
mãe tomando banho, enviada a ela para levá-la à esposa; mas sua mãe não consentiu. E ele enviou muitas vezes
para ela, e não podia esperar.
[Aqui se perde uma folha: o sentido, no entanto, não é difícil de fornecer. Agostinho fala (citando
Atos apócrifos) de uma filha de Pedro, paralisada com a oração do pai.
Ptolemaeus, incapaz de conquistar a donzela por meios justos, vem e a carrega. Pedro ouve disso
e ora a Deus para protegê-la. Sua oração é ouvida. Ela é atingida por paralisia de um lado dela
corpo. Em seguida, o texto é retomado.]
Os servos de Ptolemaeus trouxeram a donzela e a deitaram diante da porta da casa
e partiu.
Mas quando eu percebi, eu e a mãe dela, descemos e encontramos a donzela, aquela inteira
o lado do corpo, dos dedos dos pés até a cabeça, estava paralisado e murcho; e nós a carregamos para longe,
louvando ao Senhor que havia preservado sua serva de profanação e vergonha e
(corrupção?). Esta é a causa do problema, por que a donzela continua assim até hoje.
Agora, então, é adequado para você conhecer o fim de Ptolemaeus. Ele foi para casa e noite triste
e dia sobre o que lhe tinha acontecido, e por causa das muitas lágrimas que ele derramou, ele
ficou cego. E quando ele resolveu se levantar e se enforcar, eis, por volta da nona hora de
No dia em que viu uma grande luz iluminou toda a casa, e ouviu uma voz dizendo:
ele: Ptolemaeus, Deus não te deu os vasos de corrupção e vergonha, e ainda mais
Porventura não se torna em ti que creste em mim para profanar a minha virgem, a quem conhecerás como
tua irmã, como se eu fosse para vocês dois um espírito (sic). Mas levante-se e vá rapidamente para o
casa do apóstolo Pedro, e verás a minha glória; ele te dará a conhecer o que tu
deve fazer.
Ptolemaeus não foi negligente, e ordenou que seus servos lhe mostrassem o caminho e o levassem a
mim. E quando eles vieram até mim, ele me disse tudo o que havia acontecido com o poder de nossa
Senhor Jesus Cristo. Então ele viu com os olhos de sua carne e com os olhos de sua alma, e
muitas pessoas creram (esperavam) em Cristo: e ele lhes fez o bem e deu-lhes o dom de Deus.
Posteriormente, Ptolemaeus morreu, partindo desta vida, e foi a seu Senhor; e quando ele fez
Sua vontade ele legou um pedaço de terra em nome da minha filha, porque através dela ele
creu em Deus e foi feito inteiro. Mas eu a quem caiu a sua disposição, exerci-a
com muito cuidado: vendi a terra, e só Deus não conhece nem eu nem minha filha
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 104
104
(recebeu o preço). Vendi a terra e não guardei nada em troca, mas dei todo o dinheiro
para os pobres.
Sabe, pois, servo de Jesus Cristo, que Deus dirige (?) Os que são dele, e
prepara o bem para cada um deles, embora pensemos que Deus nos esqueceu. Portanto
agora, irmãos, sejamos tristes, vigiamos e oremos, e assim a bondade de Deus parecerá
sobre nós, onde esperamos.
E ainda mais discurso Pedro manteve diante de todos eles e glorificou o nome de Cristo, o
Senhor, e deu-lhes todo o pão; e, depois de distribuí-lo, levantou-se e foi ao seu
casa.
A cena deste episódio é provavelmente Jerusalém. O assunto era frequentemente usado por escritores posteriores,
mais notavelmente, talvez, pelo autor dos últimos Atos da SS. Nereus e Achilleus (quinto ou sexto
século), que dá à filha um nome, Petronilla, que passou para Kalendars e, como
Perronelle, Pernel ou Parnell se tornaram familiares.
Alguns críticos questionaram se essa peça realmente pertence aos Atos de Pedro: mas a
peso de probabilidade e de opinião é contra eles. Nada pode ser mais claro do que isso é um
extrair de um livro maior, e que é antigo (o manuscrito pode ser do século IV).
Além disso, Agostinho, ao lidar com Atos apócrifos, faz alusão à história contida nele. o que
outro grande livro de datas antigas que trata dos feitos de Pedro, podemos imaginar salvar os Atos?
II
A FILHA DO JARDINEIRO
Agostinho (Contra Adimantus, xvii. 5), diz ao seu oponente maniqueísta: a história de Pedro
matar Ananias e Safira por uma palavra é estupidamente culpado por aqueles que no apócrifo
Atos leem e admiram tanto o incidente que mencionei sobre o apóstolo Tomé (a morte do
copeiro na festa em Atos) 'e que a filha do próprio Pedro foi atingida por paralisia
na oração de seu pai, e que a filha de um jardineiro morreu na oração de Pedro. Deles
A resposta é que era conveniente para eles, que um deveria ser desativado por paralisia e o outro
deveriam morrer: mas eles não negam que isso aconteceu na oração do apóstolo '.
Essa alusão à filha do jardineiro permaneceu um enigma até recentemente. Mas uma passagem no
Epístola de Tito (já citada) nos diz a substância da história.
Um certo jardineiro teve uma filha, virgem, o único filho de seu pai: ele implorou a Pedro que orasse por
dela. A seu pedido, o apóstolo respondeu que o Senhor lhe daria aquilo que era
útil para sua alma. Imediatamente a garota caiu morta.
Ó ganho digno e adequado a Deus, para escapar da insolência da carne e mortificar a
vanglória do sangue! Mas aquele velho, infiel, e sem conhecer a grandeza do
favor celestial, ignorando o benefício divino, pediu a Pedro que sua única filha pudesse ser
levantou novamente. E quando ela foi criada, poucos dias depois, como pode ser hoje, a escrava de um
o crente que se alojou na casa correu sobre ela e arruinou a menina, e os dois desapareceram.
Evidentemente, isso contrastava com a história da filha de Peter e provavelmente seguiu imediatamente
sobre isso nos Atos. Há outra frase apropriada à situação, que Dom de Bruyne
encontrado em um MS de Cambrai. do século XIII - uma coleção de apophthegms - e impresso com
os extratos da Epístola de Tito.
Que os mortos não devem ser lamentados demais, Pedro, falando com alguém que lamentou sem
paciência a perda de sua filha, disse: Tantos assaltos ao diabo, tantas guerras do
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 105
105
corpo, tantos desastres do mundo ela escapou, e você derrama lágrimas como se soubesse
não o que padeces em ti mesmo (que bem te aconteceu).
Isso pode muito bem fazer parte do discurso de Peter ao jardineiro enlutado.
III
OS ATOS DA VERCELLI
I. Na época em que Paulo estava peregrinando em Roma e confirmando muitos na fé, veio também
para passar o nome de Candida, esposa de Quartus que estava nas prisões, ouviu Paul e
prestou atenção às suas palavras e acreditou. E quando ela instruiu o marido também e ele
Acreditou que Quartus fez com que Paulo fosse para onde ele iria para longe da cidade: a quem Paulo disse:
Se for a vontade de Deus, ele me revelará. E depois que Paulo jejuou três dias e perguntou
do Senhor, o que lhe seria proveitoso, ele teve uma visão, até o Senhor dizendo a
ele: Levante-se, Paul, e torne-se um médico em seu corpo (ou seja, indo para lá pessoalmente) até eles
que estão na Espanha.
Ele, portanto, tendo relatado aos irmãos o que Deus havia ordenado, nada duvidando,
preparou-se para sair da cidade. Mas quando Paulo estava prestes a partir, houve uma grande
chorando por toda a irmandade, porque pensavam que não deveriam mais ver Paulo,
para que eles até aluguem suas roupas. Pois eles tinham em mente também como Paulo costumava
contendeu com os médicos dos judeus e os refutou, dizendo: Cristo, sobre quem
pais impuseram as mãos, aboliram seus sábados, jejuns, dias santos e circuncisão, e os
doutrinas dos homens e o resto das tradições que ele aboliu. Mas os irmãos lamentaram (e
Paulo) pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, para que ele não falte mais de um ano,
dizendo: Conhecemos o teu amor por teus irmãos; não te esqueças de nós quando chegares lá, nem
começam a nos abandonar, como crianças sem mãe. E quando o imploraram por muito tempo
lágrimas, veio um som do céu e uma grande voz dizendo: Paulo, servo de Deus, é
escolhido para ministrar todos os dias de sua vida: pelas mãos de Nero o homem ímpio e perverso
ele será aperfeiçoado diante de seus olhos. E um medo muito grande caiu sobre os irmãos por causa de
a voz que veio do céu; e eles foram confirmados ainda mais na fé.
II Agora trouxeram a Paulo pão e água para o sacrifício, para que ele fizesse oração e
distribua a todos. Entre os quais aconteceu que uma mulher chamada Rufina desejava, ela também,
receber a Eucaristia nas mãos de Paulo: a quem Paulo, cheio do espírito de Deus, disse como ela
chegou perto: Rufina, tu não vens dignamente ao altar de Deus, surgindo do lado de quem está
não teu marido, mas adúltero, e deseja receber a Eucaristia de Deus. Para eis
Satanás perturbará o teu coração e te lançará aos olhos de todos os que crerem no Senhor,
para que os que vêem e crêem possam saber que creram no Deus vivo, o buscador
de corações. Mas se você se arrepender do seu ato, ele é fiel, capaz de apagar o seu pecado e te pôr em perigo.
livre deste pecado; mas, se não se arrepender, enquanto ainda estiver no corpo, devorando fogo e
as trevas te receberão para sempre. E imediatamente Rufina caiu, sendo atingido por
paralisia (?) da cabeça até as unhas dos pés, e ela não tinha poder para falar (lhe dado) por
sua língua estava presa. E quando os que creram (na fé) e os neófitos viram isso,
eles bateram nos seios, lembrando-se dos pecados antigos, e lamentaram e disseram: Não sabemos se Deus
perdoará os pecados anteriores que cometemos. Então Paulo pediu silêncio e disse:
Homens e irmãos que agora começaram a crer em Cristo, se não permanecerem no seu antigo
obras da tradição de seus pais, e mantenha-se de toda a astúcia, ira e
ferocidade, adultério e profanação, e de orgulho, inveja, desprezo e inimizade, Jesus
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 106
106
o Deus vivo te perdoará, como fizestes por ignorância. Portanto, servos de Deus, braço
cada um em seu homem interior com paz, paciência, gentileza, fé, caridade,
conhecimento, sabedoria, amor aos irmãos, hospitalidade, misericórdia, abstinência, castidade, bondade,
justiça: então tereis para seu guia eternamente o primogênito de toda a criação, e
tenha força em paz com nosso Senhor. E quando eles ouviram essas coisas de Paulo, eles
implorou que ele orasse por eles. E Paulo levantou a voz e disse: Ó Deus eterno, Deus dos
céus, Deus da indescritível majestade (divindade), que estabeleceu todas as coisas pela tua palavra, que
amarramos sobre todo o mundo a corrente da tua graça, Pai do teu santo Filho Jesus Cristo, nós
juntos rezem por teu Filho Jesus Cristo, fortaleçam as almas que estavam antes
incrédulos, mas agora são fiéis. Antes eu era um blasfemador, agora sou blasfemado; uma vez eu era
perseguidor, agora sofro perseguição a outros; uma vez que eu era o inimigo de Cristo, agora eu rezo para que
Posso ser seu amigo, pois confio em sua promessa e em sua misericórdia; Eu me considero fiel e que
Recebi perdão pelos meus pecados anteriores. Portanto, também vos exorto, irmãos, a acreditar
no Senhor Pai Todo-Poderoso, e depositar toda a sua confiança em nosso Senhor Jesus Cristo, seu Filho,
acreditando nele, e nenhum homem poderá arrancá-lo da promessa dele. Dobre os joelhos
portanto, juntos, e me recomendam ao Senhor, que está prestes a partir para outro
nação, para que sua graça vá adiante de mim e disponha corretamente minha jornada, para que ele possa receber sua
vasos sagrados e crentes, que eles, dando graças pela minha pregação da palavra do Senhor,
pode estar bem fundamentado na fé. Mas os irmãos choraram muito e oraram ao Senhor com
Paulo, dizendo: Sê, Senhor Jesus Cristo, com Paulo e restaura-o a todos nós; pois sabemos
nossa fraqueza que está em nós até hoje.
III E uma grande multidão de mulheres estava ajoelhada, orando e implorando a Paulo; e eles
beijou seus pés e o acompanhou até o porto. Mas Dionísio e Balbus, da Ásia,
cavaleiros de Roma e homens ilustres, e um senador chamado Demétrio morado por Paulo em seu
mão direita e disse: Paul, eu gostaria de deixar a cidade se não fosse um magistrado, para que eu pudesse
não se afaste de ti. Também da casa de César Cleobius e Iphitus e Lisimachus e
Aristau e duas matronas Berenice e Filostrate, com Narciso o presbítero [depois de terem]
acompanhou-o até o porto: mas, enquanto uma tempestade do mar se aproximava, ele (Narciso?) enviou
os irmãos de volta a Roma, para que, se houver, ele possa descer e ouvir Paulo até que
navegando: e ouvindo isso, os irmãos subiram à cidade. E quando eles disseram aos irmãos que
havia permanecido na cidade, e o relatório foi espalhado no exterior, alguns com animais e outros a pé,
e outros pelo rio Tibre desceram ao porto e foram confirmados na fé por
três dias e no quarto dia até a quinta hora, orando junto com Paulo e fazendo o
oferecendo: e colocaram tudo o que era necessário no navio e entregaram a ele dois jovens,
crentes, para navegar com ele, e se despediram do Senhor e retornaram a Roma.
Houve uma grande disputa sobre esses três capítulos, se eles não são um trecho da
Atos de Paulo, ou se eles são uma adição feita pelo escritor do original grego do
Atos da Vercelli.
Se eles são dos Atos de Paulo, significa que naqueles Atos Paulo foi representado como visitante.
Roma duas vezes, e indo para a Espanha entre as visitas. Evidentemente, se fosse assim, ele não retornou
direto da Espanha para Roma: pelo menos o copta não dá indicação de que as profecias de
Cleobius e Myrte foram proferidos na Espanha.
A pergunta é difícil. Todos permitem que o escritor dos Atos de Pedro conhecesse e usasse o
Atos de Paulo: mas há forte oposição à idéia de que Paulo relatou duas visitas a Roma.
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 107
107
O escritor de Paulo, obviamente, conhecia muito bem os Atos canônicos e obviamente teve grande
liberdades com eles. Perguntou-se ele foi tão longe, a ponto de suprimir e ignorar toda a história de
o julgamento antes de Felix e o naufrágio? Se ele falasse de apenas uma visita a Roma - a final -,
parece que ele fez: pelas condições descritas no Martírio - Paulo bastante livre e martirizado
logo após sua chegada - são totalmente inconciliáveis ​​com Luke (Paul chegando sob custódia e
vivendo dois anos pelo menos na cidade).
IV Agora, depois de alguns dias, houve uma grande comoção no meio da igreja, pois alguns disseram
que eles viram obras maravilhosas feitas por um certo homem cujo nome era Simão, e que ele
estava em Aricia, e eles acrescentaram ainda que ele disse que ele era um grande poder de Deus e sem Deus
ele não fez nada. Não é este o Cristo? mas cremos naquele que Paulo nos pregou; para por
a ele vimos os mortos ressuscitados, e homens libertados de diversas enfermidades; mas este homem
buscam contenção, nós a conhecemos (ou, mas o que é essa alegação, não sabemos), pois não há
pequena agitação feita entre nós. Talvez também ele agora entre em Roma; ontem eles
implorou-lhe com grandes aclamações, dizendo-lhe: Tu és Deus na Itália, tu és o
salvador dos romanos: apresse-se rapidamente a Roma. Mas ele falou ao povo com uma voz estridente,
dizendo: Amanhã, por volta da sétima hora, me vereis sobrevoar o portão da cidade na forma
(hábito) em que agora você me vê falando com você. Portanto, irmãos, se lhes parece bom,
vamos aguardar cuidadosamente a questão do assunto. Todos eles, portanto, correram juntos e vieram
até o portão. E quando era a sétima hora, eis que de repente um pó foi visto no céu ao longe
como uma fumaça brilhando com raios que se estendem para longe dela. E quando ele se aproximou do portão,
de repente ele não foi visto; e depois apareceu, de pé no meio do povo; o qual
todos eles adoravam, e sabiam que ele era o mesmo que lhes foi visto no dia
antes.
E os irmãos não ficaram um pouco ofendidos entre si, vendo, além disso, que Paulo estava
não em Roma, nem Timóteo nem Barnabé, pois haviam sido enviados à Macedônia por Paulo,
e que não havia homem para nos consolar, para não falar nada daqueles que haviam acabado de se tornar
catecúmenos. E como Simão se exaltou ainda mais pelas obras que realizou, e muitas
todos os dias chamavam Paulo de feiticeiro, e outros de enganador, de tão grande multidão que havia sido
estabelecido na fé, todos caíram, exceto Narciso, o presbítero, e duas mulheres no alojamento de
os bithynians, e quatro que já não podiam sair de casa, mas foram trancados (dia e noite)
noite): estes se entregavam à oração (dia e noite), suplicando ao Senhor que Paulo
pode voltar rapidamente, ou algum outro que deveria visitar seus servos, porque o diabo havia feito
eles caem por sua maldade.
V. E enquanto eles oravam e jejuavam, Deus já estava ensinando a Pedro em Jerusalém o que
deve acontecer. Pois enquanto os doze anos que o Senhor Cristo havia ordenado sobre ele
cumpridas, ele lhe mostrou uma visão desta maneira, dizendo-lhe: Pedro, que Simão, o
o feiticeiro que expulsaste da Judéia, condenando-o, veio outra vez a ti
(te impedi) em Roma. E que você saberá em breve (ou, e que você poderá conhecer em
poucas palavras): porque tudo o que acreditou em mim Satanás fez cair por seu ofício e obra: de quem
Poder Simon aprova a si mesmo. Mas não te demore: decida no dia seguinte, e lá
acharás um navio pronto, partindo para a Itália, e dentro de alguns dias eu te mostrarei minha graça
que não tem rancor. Pedro então, admoestado pela visão, relatou aos irmãos
sem demora, dizendo: É necessário que eu suba a Roma para lutar com o inimigo e
adversário do Senhor e de nossos irmãos.
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 108
108
E desceu a Cesaréia e embarcou rapidamente no navio, do qual a escada estava
já elaborado, sem tomar nenhuma providência com ele. Mas o governador do navio cujo nome
Theon olhou para Peter e disse: Tudo o que temos, tudo é teu. Pelo que agradecemos,
se considerarmos um homem como nós, que está em um caso incerto (dificuldade), e não compartilharmos tudo isso
nós temos contigo? mas apenas tenhamos uma viagem próspera. Mas Peter, dando-lhe graças por
aquilo que ele ofereceu, ele próprio jejuou enquanto estava no navio, triste em mente e outra vez
consolar-se porque Deus o considerava digno de ser ministro em seu serviço.
Depois de alguns dias, o governador do navio levantou-se na hora do jantar e pediu a Peter que
Coma com ele e lhe diga: Ó tu, quem quer que seja, não te conheço, mas, como creio, tomo
ti por um servo de Deus. Pois enquanto dirigia meu navio à meia-noite, percebi a voz de um
homem do céu me dizendo: Theon, Theon! E duas vezes me chamou pelo meu nome e disse
eu: entre os que navegam contigo, Pedro será grandemente honrado por ti, porque por ele tu
e o restante seja preservado em segurança, sem qualquer dano, depois de um caminho que você não espera. E
Pedro acreditava que Deus daria segurança para mostrar sua providência sobre o mar àqueles que
estavam no navio, e daí em diante começou Pedro a declarar a Theon as poderosas obras de Deus,
e como o Senhor o havia escolhido dentre os apóstolos, e para quais negócios ele navegou até
Itália: e diariamente ele lhe comunicava a palavra de Deus. E considerando-o ele percebeu
por sua caminhada, ele tinha um pensamento na fé e um ministro digno (diácono).
Agora, quando houve uma calma no navio em Hadria (o Adriático), Theon mostrou a Peter,
dizendo-lhe: Se me considerar digno, a quem possa batizar com o selo do
Senhor, você tem uma oportunidade. Pois todos os que estavam no navio adormeceram e estavam bêbados. E
Pedro desceu por uma corda e batizou Theon em nome do Pai e do Filho e do
Espírito Santo: e ele saiu da água, regozijando-se com grande alegria, e Pedro também se alegrou
porque Deus havia considerado Theon digno de seu nome. Árido aconteceu quando Theon estava
batizados, apareceu no mesmo lugar um jovem brilhante e belo, dizendo-lhes:
Que a paz esteja com você. E imediatamente Peter e Theon subiram e entraram na cabine; e
Pedro pegou pão e deu graças ao Senhor, que o considerava digno de sua santa
ministério, e por isso os jovens apareceram para eles, dizendo: Paz seja convosco. E ele disse:
Tu és o melhor e o único santo, és tu que nos apareceste, ó Deus Jesus Cristo, e no teu
nome este homem agora foi lavado e selado com o teu santo selo. Portanto, em teu nome eu
comunica-lhe a tua eucaristia, para que ele seja teu servo perfeito, sem culpa para sempre.
E enquanto eles festejavam e se regozijavam no Senhor, de repente veio um vento, não veemente, mas
moderado, na proa do navio, e não cessou por seis dias e tantas noites, até chegarem
para Puteoli.
VI E, quando tocaram Puteoli, Theon saltou do navio e foi para a estalagem.
onde ele costumava se hospedar, se preparar para receber Pedro. Agora, aquele com quem ele alojou era um
pelo nome Ariston, que sempre temia ao Senhor, e por causa do nome que Theon confiou
ele mesmo com ele (tinha relações com ele). E quando ele chegou na estalagem e viu Ariston,
Theon disse-lhe: Deus, que te considerou digno de servi-lo, comunicou sua
graça a mim também por seu santo servo Pedro, que agora navegou comigo da Judéia, sendo
ordenado por nosso Senhor para vir à Itália. E quando ele ouviu isso, Ariston caiu sobre Theon
pescoço e abraçou-o e implorou para trazê-lo para o navio e mostrar-lhe Pedro. Para
Ariston disse que desde que Paulo partiu para a Espanha, não havia homem dos irmãos com quem ele
poderia se refrescar e, além disso, um certo judeu invadira a cidade, chamado Simão, e
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 109
109
com seus encantos de feitiçaria e sua maldade, ele fez toda a irmandade desaparecer
caminho e isso, para que eu também fugisse de Roma, esperando a vinda de Pedro: pois Paulo nos havia dito
dele, e também tenho visto muitas coisas em uma visão. Agora, portanto, acredito no meu Senhor que ele
edificará novamente seu ministério, pois todo esse engano será arrancado dentre seus servos.
Pois nosso Senhor Jesus Cristo é fiel, capaz de restaurar nossa mente. E quando Theon ouviu
essas coisas de Ariston, que chorou, seu espírito se elevou (aumentou) ainda mais e ele foi o
mais fortalecido, porque ele percebeu que havia crido no Deus vivo.
Mas quando eles se reuniram no navio, Pedro olhou para eles e sorriu, sendo cheio de
o espírito; de modo que Ariston, caindo de cara no pé de Pedro, disse o seguinte: Irmão e senhor, que
participe dos santos mistérios e mostre o caminho certo que está no Senhor Jesus Cristo, nosso Deus,
que por ti nos mostrou a sua vinda; perdemos todos os que Paulo havia libertado
para nós, pela operação de Satanás; mas agora confio no Senhor que te ordenou que viesse
a nós, enviando-te como seu mensageiro, que ele nos considerou dignos de ver o seu grande e
obras maravilhosas pelos teus meios. Peço-te, portanto, apresse-se para a cidade, porque deixei o
irmãos que tropeçaram, a quem vi cair na tentação do diabo, e fugiram para cá,
dizendo-lhes: Irmãos, permaneçam firmes na fé, pois é necessário que dentro destes dois
meses a misericórdia de nosso Senhor traz seu servo até você. Pois eu tinha tido uma visão, até Paulo,
dizendo-me: Ariston, foge da cidade. E quando ouvi, acreditei sem demora
e saí no Senhor, embora eu tivesse uma enfermidade em minha carne, e vim para cá; e dia por
dia eu estava na praia perguntando aos marinheiros: Pedro navegou com você? Mas agora através
Com a abundância da graça de Deus, peço-te que subamos a Roma sem demora, para que não
o ensino desse homem perverso prevalece ainda mais. E como Ariston disse isso com lágrimas, Peter deu
ele sua mão e levantou-o da terra, e Pedro também gemendo, disse com lágrimas: Ele tem
nos impediu de tentar o mundo inteiro por seus anjos; mas aquele que tem poder para salvar sua
servos de todas as tentações devem extinguir seus enganos e colocá-lo sob os pés daqueles que
cremos em Cristo a quem pregamos.
E, ao entrarem no portão, Theon implorou a Pedro, dizendo: Você não se refrescou
em qualquer dia em uma viagem tão grande (mar): e agora depois (antes) de uma jornada tão difícil, você partirá
imediatamente do navio? fique e refresque-se, e assim você partirá; pois daqui para a frente
Roma, sobre uma calçada de pederneira, temo que não se machuque com o tremor. Mas Pedro respondeu e
disse-lhes: E se acontecesse que uma pedra de moinho estivesse pendurada em mim e da mesma forma na
inimigo de nosso Senhor, como meu Senhor nos disse sobre qualquer um que ofendeu um dos irmãos, e eu
foram afogados no mar? mas pode ser não apenas uma pedra de moinho, mas também muito pior, até
que eu, que sou inimigo deste perseguidor de seus servos, morra longe daqueles que
creram no Senhor Jesus Cristo (então Ficker: a sentença está corrompida; o sentido é que Pedro
a todo custo deve estar com seus companheiros cristãos, ou ele sofrerá uma punição ainda pior do que essa
ameaçada pelas palavras de nosso Senhor). E por nenhuma exortação Theon poderia prevalecer para convencê-lo a
fique lá até um dia.
Mas o próprio Theon entregou tudo o que estava no navio para ser vendido pelo preço que ele pensava
bom, e seguiu Pedro até Roma; quem Ariston trouxe para a morada de Narciso, o
presbítero.
VII Agora o relatório foi divulgado pela cidade aos irmãos dispersos por causa de
Simão, para mostrar que ele é um enganador e um perseguidor de bons homens. Toda a multidão
portanto, correram juntos para ver o apóstolo do Senhor permanecer (ele ou os irmãos) em Cristo. E
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 110
110
no primeiro dia da semana em que a multidão estava reunida para ver Pedro, Pedro começou a dizer
em voz alta: Vós, homens, aqui presentes que confiam em Cristo, vós que por um pouco de espaço sofremos
tentação, aprenda por que causa Deus enviou seu Filho ao mundo e, portanto, ele o fez
nascer da Virgem Maria; pois ele o faria se não nos desse alguma graça ou
dispensação? mesmo porque ele iria afastar toda ofensa e toda ignorância e toda a
artifício do diabo, suas tentativas (princípios) e sua força com a qual ele prevaleceu
antes, antes que nosso Deus brilhasse no mundo. E enquanto os homens por ignorância caíram
na morte por muitas e diversas enfermidades, Deus Todo-Poderoso, movido com compaixão, enviou seu Filho
no mundo. Com quem eu era; e ele (ou eu) andei sobre a água, da qual eu mesmo permaneço
testemunhar e testemunhar que ele então trabalhou no mundo através de sinais e maravilhas, todos os quais ele
fez.
Confesso, amados irmãos, que estava com ele; contudo, eu o neguei, sim, nosso Senhor Jesus.
Cristo, e isso não apenas uma vez, mas três vezes; pois havia cães maus que vieram sobre mim como
eles fizeram aos profetas do Senhor. E o Senhor não me imputou, mas voltou-se para mim e
tive compaixão pela enfermidade da minha carne, quando (mais ou menos isso) depois eu lamentava amargamente
e lamentou a fraqueza da minha fé, porque fui enganado pelo diabo e não me
em mente a palavra do meu Senhor. E agora eu vos digo, ó homens e irmãos, que estão reunidos
juntos em nome de Jesus Cristo; contra ti também o enganador Satanás apontou as suas flechas,
para que você se afaste do caminho. Mas não desmaie, irmãos, nem deixe seu espírito cair, mas seja
forte, perseverante e não duvide: pois se Satanás me fez tropeçar, a quem o Senhor tinha
grande honra, de modo que neguei a luz da minha esperança, e se ele me derrubou e me convenceu
fugir, como se eu tivesse confiado em um homem, o que pensas que vos fará, que são jovens em
a fé? Você supôs que ele não iria afastá-lo para torná-lo inimigo do reino
de Deus, e te lançou em perdição por um novo (ou o último) engano? Para quem ele
expulso da esperança de nosso Senhor Jesus Cristo, ele é um filho da perdição para sempre. Virar
irmãos, escolhidos pelo Senhor, e sejam fortes em Deus Todo-Poderoso, o Pai de
nosso Senhor Jesus Cristo, a quem nenhum homem viu a qualquer momento, nem pode ver, salvo quem tem
acreditou nele. E esteja ciente de onde esta tentação caiu sobre você. Pois não é só
com palavras que eu convenceria você de que este é Cristo a quem eu prego, mas também por atos e
excedendo grandes obras de poder vos exorto pela fé que está em Cristo Jesus, que nenhum dos
você procura por qualquer outro senão aquele que foi desprezado e escarnecido dos judeus, mesmo este nazareno
que foi crucificado e morreu e no terceiro dia ressuscitou.
VIII E os irmãos se arrependeram e pediram a Pedro que lutasse contra Simão: (quem disse que ele era
o poder de Deus, e alojou na casa de Marcellus um senador, a quem ele havia convencido
seus encantos) dizendo: Acredite em nós, irmão Pedro: não havia homem entre os homens tão sábio como este
Marcellus. Todas as viúvas que confiaram em Cristo recorreram a ele; todos os órfãos eram
alimentado por ele; e o que mais, irmão? todos os pobres chamavam Marcellus de patrono, e sua casa era
chamou a casa dos estrangeiros e dos pobres, e o imperador disse-lhe: Eu te guardarei
de todo ofício, para que não desiludidas as províncias para dar presentes aos cristãos. E
Marcellus respondeu: Todos os meus bens também são seus. E César disse-lhe: Os meus seriam se
tu os guardaste para mim; mas agora não são meus, porque lhes dás a quem queres,
e eu não sei para que pessoas vis. Tendo isso, então, diante de nossos olhos, irmão Peter, relatamos
a ti como a grande misericórdia deste homem se transforma em blasfêmia; pois se ele não tivesse se virado,
nem devemos nos afastar da santa fé de Deus, nosso Senhor. E agora isso
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 111
111
Marcellus com raiva se arrepende de suas boas ações, dizendo: Toda essa substância eu gastei em todas
desta vez, acreditando em vão que eu o dei pelo conhecimento de Deus! Para que se algum estranho vier
até a porta de sua casa, ele o fere com um bastão e pede que ele seja espancado, dizendo:
Deus, eu não havia gastado tanto dinheiro com esses impostores; e ainda mais ele diz:
blasfêmia. Se, porém, habitar em ti alguma misericórdia do nosso Senhor e alguma coisa da bondade do seu
manda, socorre o erro deste homem que fez tantas esmolas até
os servos de Deus.
E Pedro, quando percebeu isso, foi atingido por uma aflição aguda e disse: Ó artes diversas
e tentações do diabo! Ó artifícios e artifícios dos ímpios! quem nutre
para si mesmo um poderoso fogo no dia da ira, a destruição de homens simples, o lobo devorador,
o devorador e dispersor da vida eterna! Enredaste o primeiro homem em concupiscência e
amarra-o com a tua velha iniqüidade e com a corrente da carne; tu és totalmente o excedente
fruto amargo da árvore da amargura, que envia mergulhadores sobre os homens. Tu obrigaste Judas
meu colega discípulo e companheiro apóstolo a fazer perversamente e entregar nosso Senhor Jesus Cristo, que
deve puni-lo por isso. Endureceste o coração de Herodes e inflamaste Faraó e
obrigá-lo a lutar contra Moisés, o santo servo de Deus; demos coragem a
Caifás, para que ele entregue nosso Senhor Jesus Cristo à multidão injusta; e até mesmo
até agora atiras em almas inocentes com tuas flechas venenosas. Tu és mau, inimigo de
todos os homens, seja amaldiçoado da Igreja dele, o Filho do Deus santo, onipotente e como um
marca lançada fora do fogo serás extinta pelos servos de nosso Senhor Jesus Cristo. Em cima de
seja tua virada escuridão e sobre teus filhos, uma semente má; sobre ti seja teu
maldade e tuas ameaças; sobre ti e teus anjos sejam tuas tentações, começando
de malícia e poço sem fundo de escuridão! Deixe as trevas que tens contigo e com
teus vasos que possuis! Afaste-se daqueles que crerem em Deus, afaste-se do
servos de Cristo e daqueles que desejam ser seus soldados. Guarda para ti as tuas vestes
da escuridão! Sem motivo tu bates à porta de outros homens, que não são teus, mas de Cristo
Jesus que os guarda. Pois tu, lobo devorador, levas a ovelha que não é tua
mas de Cristo Jesus, que os guarda com todo cuidado e diligência.
IX Como Pedro falou assim com grande tristeza mental, muitos foram adicionados aos que criam em
o Senhor. Mas os irmãos pediram a Pedro que batalhasse com Simão e não o sofresse mais.
irritar as pessoas. E sem demora Peter saiu rapidamente da sinagoga (assembléia) e
foi à casa de Marcelo, onde Simão se alojou; e muita gente o seguiu. E
quando chegou à porta, chamou o porteiro e disse-lhe: Vai, diz a Simão: Pedro
por causa de quem tu fuges da Judéia, espera por ti à porta. O porteiro respondeu
e disse a Pedro: Senhor, seja Pedro, eu não sei; mas tenho uma ordem; pois ele tinha
sabendo que ontem entraste na cidade e me disse: Seja de dia
ou de noite, a qualquer hora que ele vier, diga que eu não estou dentro. E Pedro disse aos jovens
homem: Bem disseste ao relatar o que ele te obrigou a dizer. E Pedro voltou-se para
o povo que o seguiu e disse: Vereis agora uma grande e maravilhosa maravilha. E
Pedro vendo um grande cachorro amarrado a uma corrente forte, foi até ele e o soltou, e quando ele
foi solto, o cão recebeu a voz de um homem e disse a Pedro: O que queres que eu faça,
servo do Deus indizível e vivo? Pedro disse-lhe: Entre e diga a Simão.
no meio de sua companhia: Pedro te disse: Sai para fora; por tua causa, eu vim para
Roma, perversa e enganadora de almas simples. E imediatamente o cachorro correu e entrou
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 112
112
entrou, e correu para o meio dos que estavam com Simão, e levantou os pés dianteiros e
A voz alta disse: Sim, Pedro, servo de Cristo, que está à porta, te diz:
Sai para fora, por tua causa, eu vim para Roma, tu, o mais perverso e enganador de
almas simples. E quando Simon ouviu e viu a visão incrível, ele perdeu as palavras
com que ele enganava os que estavam ali, e todos ficaram maravilhados.
X. Mas quando Marcellus viu, foi até a porta e se dirigiu para o leste aos pés de Pedro e disse:
Pedro, abraço os teus pés, santo servo do santo Deus; Pequei muito; mas exatamente
não meus pecados, se houver em ti a verdadeira fé de Cristo, a quem tu pregas, se te lembrares
seus mandamentos, de odiar ninguém, de ser cruel com ninguém, como aprendi com seu companheiro apóstolo
Paulo; não tenha em mente minhas falhas, mas ore por mim ao Senhor, o santo Filho de Deus a quem eu
Provocou a ira, porque persegui os seus servos, para que eu não fosse libertado com os pecados.
de Simão ao fogo eterno; que me convenceram tanto, que lhe montei uma estátua com esta
inscrição: 'Para Simão, o novo (jovem) Deus'. Se eu soubesse, ó Pedro, que você poderia ser vencido com
dinheiro, eu te daria toda a minha substância, sim, eu daria e desprezaria, para ganhar
minha alma. Se eu tivesse filhos, eu os consideraria como nada, se eu pudesse acreditar no Deus vivo.
Mas confesso que ele não teria me enganado, exceto que ele disse que era o poder de
Deus; todavia direi a ti, ó Pedro, muito gentil: não era digno de te ouvir, servo
de Deus, nem fui firmado na fé de Deus que está em Cristo; por isso fui feito para
tropeçar. Peço-lhe, portanto, que não adoeça o que estou prestes a dizer, que Cristo nosso Senhor
a quem tu pregaste em verdade disse a teus companheiros apóstolos em tua presença: Se tendes fé como um
grão de mostarda, direis a este monte: retira-te; e imediatamente
remova-se. Mas este Simão disse que tu, Pedro, eras sem fé quando duvidaste, em
as águas. E ouvi dizer que Cristo também disse isso: Os que estão comigo não
Me entendeu. Se, pois, vós sobre os quais ele pôs as mãos, a quem também ele escolheu, duvidaram, eu,
portanto, tendo esse testemunho, me arrependa e se refugie em tuas orações. Receba minha alma, quem
se afastaram de nosso Senhor e de sua promessa. Mas acredito que ele terá piedade
sobre mim que se arrependa. Pois o Todo-Poderoso é fiel em me perdoar meus pecados.
Mas Pedro disse em alta voz: A ti, nosso Senhor, seja glória e esplendor, ó Deus Todo-Poderoso,
Pai de nosso Senhor Jesus Cristo. A ti seja louvor, glória e honra, mundo sem fim.
Amém. Porque agora você nos fortaleceu totalmente e nos estabeleceu em ti à vista de todos, santo
Senhor, confirma tu Marcellus e envia tua paz sobre ele e sua casa hoje: e
tudo o que está perdido ou fora do caminho, sozinho você pode transformá-los todos novamente; nós te rogamos, Senhor,
pastor das ovelhas que antes foram dispersas, mas agora serão reunidas em uma por ti. Assim também
recebe tu Marcelo como um dos teus cordeiros e faz com que ele não se perca mais
ou ignorância. Sim, Senhor, receba aquele que com angústia e lágrimas te suplica.
XI. E, como Pedro falou assim e abraçou Mareellus, Pedro se voltou para a multidão
que ficou ao lado dele e viu um que riu (sorriu), em quem havia um espírito muito mau. E
Pedro disse-lhe: Quem quer que riu, mostre-se abertamente a todos os que são
presente. E, ouvindo isso, o jovem correu para o pátio da casa e gritou alto
voz e se jogou contra a parede e disse: Peter, há uma grande disputa entre
Simão e o cão a quem enviaste; pois Simon diz ao cachorro: Diga que eu não estou aqui. Até
a quem o cão diz mais do que tu lhe acusaste; e quando ele realizou o
mistério que lhe ordenaste, ele morrerá aos teus pés. Mas Pedro disse: E tu também,
diabo, quem quer que seja, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, saia daquele jovem e
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 113
113
não o magoes; mostra-te a todos os que estão aqui. Quando o jovem ouviu, ele correu
adiante e agarrou uma grande estátua de mármore que estava posta na quadra da casa, e
freio em pedaços com os pés. Agora era uma estátua de César. Qual Marcellus contemplou feriu
sua testa e disse a Pedro: Um grande crime foi cometido; pois se isso for divulgado
a César, por alguém ocupado, ele nos afligirá com punições doloridas. E Pedro disse-lhe: Eu
não vês o mesmo que eras há pouco, porque disseste que estava pronto para
gaste toda a sua substância para salvar sua alma. Mas se você realmente se arrepender, crendo em Cristo com o seu
de todo o coração, pegue nas tuas mãos a água que escorre e ore ao Senhor, e em Seu
nome espalhe sobre os pedaços quebrados da estátua e ela será inteira como era antes. E
Marcellus, nada duvidando, mas acreditando de todo o coração, antes de tomar a água levantada
levantou as mãos e disse: Creio em ti, Senhor Jesus Cristo, porque agora sou provado pelo teu apóstolo
Pedro, se eu acredito corretamente em teu santo nome. Por isso tomo água nas minhas mãos, e em
Teu nome, aspiro estas pedras para que a estátua fique inteira como estava antes. E se,
portanto, Senhor, é tua vontade que eu continue no corpo e não sofra nada nas mãos de César, que
esta pedra seja inteira como era antes. E aspergiu a água sobre as pedras e a estátua
tornou-se inteiro, com Pedro exultando por não ter duvidado de pedir ao Senhor, e
Marcellus foi exaltado em espírito por esse sinal ter sido feito por suas mãos; e ele
por isso creram de todo o coração no nome de Jesus Cristo, o Filho de Deus, por quem todos
coisas impossíveis são possíveis.
XII. Mas Simon dentro de casa disse assim ao cachorro: Diga a Peter que eu não estou dentro. Quem
cão respondeu na presença de Marcellus: Tu és superior a ímpio e sem vergonha, inimigo
de todos os que vivem e crêem em Cristo Jesus, aqui está um animal mudo enviado a ti que tem
recebeu uma voz humana para confundir-te e mostrar-te um enganador e um mentiroso. Tens tu
demorou tanto tempo para dizer: 'Diga a ele que não estou dentro?' Você não tem vergonha de pronunciar
tuas palavras fracas e inúteis contra Pedro, ministro e apóstolo de Cristo, como se pudesses
esconde-te daquele que me ordenou que falasse contra ti na tua face; e que não por
por amor de ti, a não ser pelos que enganaste e mandaste para a destruição? Amaldiçoado, portanto
tu serás, inimigo e corruptor do caminho da verdade de Cristo, que provará pelo fogo
que não morre e nas trevas exteriores as tuas iniqüidades que cometeste. E tendo assim
disse que o cachorro saiu e as pessoas o seguiram, deixando Simon sozinho. E o cachorro veio
para Pedro, enquanto ele se sentava com a multidão que veio ver o rosto de Pedro, e o cão relatou o que
ele fizera a Simão. E assim falou o cachorro ao anjo e apóstolo do Deus verdadeiro:
Pedro, terás uma grande disputa com o inimigo de Cristo e seus servos, e muitos que
Se você foi enganado por ele, voltará para a fé; portanto receberás de Deus
a recompensa do teu trabalho. E quando o cão disse isso, caiu aos pés do apóstolo Pedro
e desistiu do fantasma. E quando a grande multidão viu com espanto o cachorro falando,
eles começaram então, alguns se jogando aos pés de Pedro, e outros disseram: Mostra-nos outro
sinal, para que possamos acreditar em ti como ministro do Deus vivo, pois Simão também fez muitos
sinais em nossa presença e, portanto, nós o seguimos.
XIII. E Pedro se virou e viu um arenque (sardinha) pendurado em uma janela, pegou-o e disse ao
povo: Se agora você vê isso nadando na água como um peixe, poderá crer nele
a quem eu prego? E eles disseram com uma só voz: Em verdade acreditaremos em ti. Então ele disse - agora
havia um banho para nadar na mão: em teu nome, ó Jesu Cristo, porque até agora é
não acreditou, à vista de tudo isso vive e nada como um peixe. E ele lançou o arenque na
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 114
114
banho, e ele viveu e começou a nadar. E todas as pessoas viram o peixe nadando, e isso não aconteceu
apenas naquela hora, para que não se deva dizer que era uma ilusão (fantasma), mas ele conseguiu nadar
por um longo tempo, de modo que trouxeram muita gente de todos os quadrantes e mostraram o arenque
que foi feito um peixe vivo, de modo que algumas pessoas até lhe lançaram pão; e eles viram que
estava inteiro. E vendo isso, muitos seguiram Pedro e creram no Senhor.
E eles se reuniram dia e noite na casa de Narciso, o presbítero. E
Pedro lhes discursou sobre as escrituras dos profetas e sobre as coisas que nosso Senhor
Jesus Cristo operou tanto em palavras como em obras.
XIV. Marcellus, porém, era confirmado diariamente pelos sinais que ele viu forjados por Pedro através
a graça de Jesus Cristo que ele concedeu a ele. E Mareellus correu para cima de Simon, sentado
sua casa na sala de jantar, e amaldiçoou-o e disse-lhe: Tu és o mais adverso e
pestilento de homens, corruptor da minha alma e da minha casa, que teria me feito cair
do meu Senhor e Salvador Cristo! e colocando as mãos nele, ele ordenou que ele fosse expulso
da casa dele. E os servos que receberam tal licença o cobriram com reprovações; alguns
golpeou seu rosto, outros o espancaram com paus, outros lançaram pedras, outros esvaziaram vasos cheios
de sujeira em sua cabeça, mesmo aqueles que, por sua conta, fugiram de seu mestre e ficaram muito tempo
tempo restringido; e outros companheiros de quem ele falara mal a seu mestre
repreendeu ele. dizendo-lhe: Agora, pela vontade de Deus, que teve piedade de nós e de nossos
mestre, nós te recompensamos com uma recompensa adequada. E Simon, astutamente espancado e expulso
a casa, correu para a casa onde Pedro alojava, a casa de Narciso, e de pé em
a porta clamou: Eis aqui estou, Simão; desce, Pedro, e eu te convencerei que tu
acreditou em um homem judeu e filho de um carpinteiro.
XV E quando Pedro disse que Simão havia dito isso, Pedro enviou a ele uma mulher que
teve um filho sugador, dizendo-lhe: Desça depressa, e você encontrará um que me busque. Para
não é necessário que você responda, mas fique em silêncio e ouça o que a criança a quem
tu que dizes a ele. A mulher, portanto, caiu. Agora a criança a quem ela
mamar tinha sete meses de idade; e recebeu a voz de um homem e disse a Simão: Ó tu
abominável a Deus e aos homens, e destruição da verdade, e má semente de toda corrupção, ó fruto por
natureza não rentável! mas somente por um curto e pequeno período de tempo serás visto, e depois eterno
castigo está previsto para ti. Tu, filho de um pai sem vergonha, que nunca testou as tuas raízes
para o bem, mas para o veneno, geração sem fé, vazia de toda esperança! você não ficou confuso quando um
cão te repreendeu; Eu, uma criança, sou obrigada por Deus a falar, e nem agora você tem vergonha.
Mas mesmo contra a tua vontade, no dia do sábado que vem, outro te levará ao foro
de Júlio, para que seja mostrado que tipo de homem você é. Partem, portanto, do portão
onde andam os pés do santo; pois não mais corromperás as almas inocentes a quem tu
saiu do caminho e ficou triste; em Cristo, portanto, será mostrada a tua natureza maligna, e
teus dispositivos serão cortados em pedaços. E agora digo esta última palavra para ti: Jesus Cristo disse a
tu: fica mudo em meu nome, e parte de Roma até o sábado que vem.
E imediatamente ele se tornou burro e seu discurso foi limitado; e ele saiu de Roma até o
sábado e morada em um estábulo. Mas a mulher voltou com o filho a Pedro e lhe disse e
o resto dos irmãos o que a criança havia dito a Simão; e engrandeceram o Senhor que
mostrou essas coisas aos homens.
XVI Agora, quando a noite caiu, Pedro, ainda acordado, viu Jesus vestido com uma vestimenta de
brilho, sorrindo e dizendo-lhe: Já muita gente da irmandade voltou
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 115
115
através de mim e através dos sinais que operaste em meu nome. Mas você terá um
disputa da fé no sábado que vem, e muitos mais dos gentios e dos judeus
será convertido em meu nome para mim, que foi repreendido, escarnecido e cuspido. Para eu
estará presente quando pedires sinais e maravilhas, e converterás muitos:
mas terás Simão se opondo a ti pelas obras de seu pai; todavia, todas as suas obras serão
mostrado para ser encantos e artifícios de feitiçaria. Mas agora não tens folga, e quem quer que eu
enviará a ti que tu estabelecerás em meu nome. E quando estava claro, ele disse aos irmãos
como o Senhor apareceu a ele e o que ele havia ordenado:
XVII. [Vouaux acredita que este episódio, inserido de forma mais abrupta, foi inserido aqui por
o compilador do original grego dos Atos de Vercelli: mas não foi composto por ele, mas
transferidos com acréscimos muito leves da parte anterior dos Atos - agora perdidos - dos quais o
cena foi colocada na Judéia. Eu me inclino a favor dessa visão.)
Mas acredite em mim, homens e irmãos, expulsei este Simão da Judéia, onde ele fez muitos males
com seus encantos mágicos, hospedando-se na Judéia com uma certa mulher Eubula, que era de
propriedade honrosa neste mundo, possuindo lojas de ouro e pérolas de baixo preço. Aqui fez
Simão entrou furtivamente com outros dois semelhantes a si mesmo, e nenhuma família os viu
dois, mas apenas Simão, e por meio de um feitiço eles tiraram todo o ouro da mulher, e
desaparecido. Mas Eubula, quando descobriu o que foi feito, começou a torturar sua casa, dizendo:
Você aproveitou a ocasião por este homem de Deus e me estragou quando o viu entrando em mim.
honrar uma mera mulher; mas o nome dele é como o nome do Senhor.
Enquanto jejuava por três dias e orava para que esse assunto fosse esclarecido, vi em uma visão
Italicus e Antulus (Antyllus?) A quem eu havia instruído em nome do Senhor, e um garoto nu
e acorrentado me deu um pão de trigo e me disse: Pedro, aguenta ainda dois dias e tu
verás as poderosas obras de Deus. Quanto a tudo o que se perde da casa de Eubula, Simon tem
usou arte mágica e causou uma ilusão, e com duas outras pessoas a roubou: a quem tu
verás no terceiro dia, à nona hora, no portão que leva a Nápolis, vendendo a um
ourives de nome Agripino, um jovem sátiro de ouro de dois quilos, tendo nele um
pedra preciosa. Mas para ti não há necessidade de tocá-lo, para que não sejas contaminado; mas vamos lá
esteja contigo alguns dos servos da matrona, e lhes mostrará a loja do ourives
e se afastar deles. Porque, por esse motivo, muitos crerão no nome do Senhor,
e tudo o que esses homens por seus artifícios e maldade muitas vezes roubaram será
mostrou abertamente. Quando ouvi isso, fui até Eubula e a encontrei sentada com suas roupas rasgadas.
e seus cabelos desordenados, de luto; a quem eu disse: Eubula, levante-se do teu luto e
componha o seu rosto, arrume os cabelos e vista roupas adequadas para ti, e ore ao Senhor
Jesus Cristo que julga toda alma; porque ele é o invisível Filho de Deus, por quem você deve ser
salvo, se você se arrepender com todo o seu coração dos seus pecados anteriores; e receber poder de
ele; pois eis que por mim o Senhor te diz: Encontrarás tudo o que perdeste. E
depois de recebê-los, cuida para que ele te encontre, para que renuncie a isso
mundo atual e busque o refresco eterno. Ouve, pois, isto: que certos de
teu povo vigia o portão que leva a Nápolis no dia seguinte, amanhã, por volta das
nona hora, e verão dois jovens tendo um jovem sátiro de ouro, com um peso de duas libras,
cravejado de pedras preciosas, como uma visão me mostrou: que coisa eles oferecerão à venda a um Agripino
da casa da piedade e da fé que há no Senhor Jesus Cristo: por quem
te seja mostrado que deves crer no Deus vivo e não em Simão, o mágico, o
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 116
116
demônio instável, que desejou que permanecesse em tristeza, e teus inocentes
a família seja atormentada; que por palavras e palavras justas apenas te enganou, e com a sua
boca falava apenas de piedade, enquanto ele é totalmente possuidor de impiedade. Pois quando tu
pensaste em guardar o dia santo, e ergueste o teu ídolo, ocultaste-o e expus todo o teu
ornamentos sobre uma mesa (mesa redonda de três pernas), ele trouxe dois jovens a quem ninguém
um de vocês viu, por um encanto mágico, e roubaram os teus ornamentos e não foram mais vistos.
Mas seu dispositivo não teve sucesso (lugar); porque meu Deus me manifestou até o fim
não deves ser enganado, nem perecer no inferno, pelos pecados que cometeste.
ímpios e contrários a Deus, que é cheio de toda verdade, e o justo juiz de rápido e morto;
e não há outra esperança de vida para os homens senão por ele, por quem aquelas coisas que
tu perdeste são recuperados para ti; e agora ganha a sua própria alma.
Mas ela se jogou aos meus pés, dizendo: Ó homem, que tu és eu não conheço; mas ele eu
recebido como servo de Deus, e tudo o que ele me pediu para dar aos pobres, eu dei
muito por suas mãos, e além disso dei muito a ele. Que mágoa eu lhe fiz, que ele
deve inventar tudo isso contra a minha casa? A quem Pedro disse: Não há fé para ser colocada em
palavras, mas em atos e ações; mas devemos continuar com o que começamos. Então eu a deixei e fui
com dois mordomos de Eubula e veio a Agripino e disse-lhe: Veja que você toma nota de
estes homens; pois amanhã dois jovens virão a ti, desejando vender-te um jovem sátiro de
ouro cravado com jóias, que pertence à senhora destes; e tu a tomarás como se fosse
olhe para ele e louve o trabalho do artesão, e então quando eles entrarem, Deus trará
o resto para a prova. E no dia seguinte, os mordomos da matrona chegaram à nona hora,
e também aqueles jovens dispostos a vender a Agripino o jovem sátiro de ouro. E eles
sendo imediatamente tomada, foi relatada à matrona, e ela, angustiada, chegou ao
deputado, e com uma voz alta declarou tudo o que tinha acontecido com ela. E quando Pompéia, o deputado
vendo-a angustiada, que nunca havia saído para o exterior, ele imediatamente se levantou do
sentou-se no tribunal e foi ao pretorio, e ordenou que aqueles homens fossem trazidos e torturados;
e enquanto estavam sendo atormentados, confessaram que o fizeram a serviço de Simão,
que, disseram eles, nos convenceram a isso com dinheiro. E sendo torturados por um longo tempo, eles
confessou que tudo o que Eubula havia perdido foi colocado debaixo da terra em uma caverna do outro lado de
o portão e muitas outras coisas além disso. E quando Pompeio ouviu isso, ele se levantou para ir até
o portão, com aqueles dois homens, cada um deles amarrado com duas correntes. E eis que Simon entrou no
portão, procurando-os porque demoraram muito. E ele vê uma grande multidão vindo, e aqueles
dois amarrados com correntes; e ele entendeu e o levou a fugir, e não apareceu mais em
Judéia até hoje. Mas Eubula, quando recuperou todos os seus bens, deu-os para o
serviço dos pobres, e creu no Senhor Jesus Cristo e foi consolado; e desprezado e
renunciou a este mundo, e deu às viúvas e órfãos, e vestiu os pobres. E depois de um
muito tempo ela descansou (dormiu). Agora, essas coisas, queridos irmãos amados, foram feitas em
Judéia, pela qual aquele que é chamado o anjo de Satanás foi expulso dali.
XVIII. Irmãos, queridos e amados, jejuemos juntos e oremos ao Senhor. Para ele
que o expulsou dali, também é capaz de arrancá-lo deste lugar; e que ele nos conceda
poder para resistir a ele e seus encantos mágicos e provar que ele é o anjo de Satanás. Para
no sábado, nosso Senhor o trará, embora não o faça, ao fórum de Júlio. Deixe-nos
portanto, dobramos os joelhos a Cristo, que nos ouve, embora não clamamos; é ele quem nos vê,
embora ele não seja visto com esses olhos, ele ainda está em nós: se quisermos, ele não nos abandonará. Deixe-nos
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 117
117
portanto, purifique nossa alma de toda tentação do mal, e Deus não se apartará de nós. Sim, se nós
mas pisca com os olhos, ele está presente conosco.
XIX. Depois que Pedro falou essas coisas, Marcellus também entrou e disse: Pedro, eu
para ti purificaste toda a minha casa dos passos (vestígios) de Simão, e totalmente feito
longe até o seu pó perverso. Porque tomei água e invoquei o santo nome de Jesus Cristo,
juntamente com os meus outros servos que lhe pertencem, e aspergiram toda a minha casa e toda a
câmaras de jantar e todos os pórticos, até o portão externo, e disse: Eu sei que tu, Senhor
Jesu Cristo, és puro e intocado de qualquer impureza; assim seja meu inimigo e adversário.
expulso de diante do teu rosto. E agora, tu abençoaste, pedi às viúvas e aos velhos
mulheres a ajuntar-se em minha casa que é purificada (MS. comum), para que possam orar
conosco. E cada um receberá uma moeda de ouro em nome do ministério (serviço),
para que possam ser chamados realmente servos de Cristo. E tudo o resto está agora preparado para o serviço. Eu
rogo-te, portanto, ó bendito Pedro, consente com o pedido deles, para que também pagues honra
para (enfeitar) suas orações em meu lugar; vamos então levar Narciso também, e quem
dos irmãos estão aqui. Então, Pedro consentiu em sua simplicidade, para cumprir seu desejo, e foi
adiante com ele e o resto dos irmãos.
XX. Mas Pedro entrou e viu uma das mulheres idosas, uma viúva que era cega, e ela
filha dando-lhe a mão e levando-a para a casa de Marcellus; e Pedro disse-lhe:
Vem cá, mãe: a partir de hoje Jesus te dá a mão direita, por quem temos
luz inacessível que nenhuma escuridão esconde; que te diz por mim: Abre os teus olhos e
veja e ande sozinho. E imediatamente a viúva viu Pedro colocando a mão sobre ela.
E Pedro entrou na sala de jantar e viu que o Evangelho estava sendo lido, e ele enrolou
o livro e disse: Vós, que cremos e esperamos em Cristo, aprendemos de que maneira o santo
As escrituras de nosso Senhor devem ser declaradas: das quais, por sua graça, escrevemos aquilo que podíamos
receba, embora ainda pareça fraco, mas de acordo com o nosso poder, mesmo o que pode ser
suportado para ser carregado (ou instilado) na carne humana. Portanto, devemos primeiro saber a vontade
e a bondade de Deus, como que quando o erro se espalhou por toda parte, e muitos
milhares de homens estavam sendo lançados em perdição, Deus foi movido por sua misericórdia para mostrar
de outra forma e à semelhança do homem, sobre a qual nem os judeus nem nós
puderam dignamente ser iluminados. Para cada um de nós, conforme ele pudesse conter a visão,
viu, como ele foi capaz. Agora vou explicar-lhe o que foi recentemente lido para você. Nosso
Senhor, desejando que eu contemple sua majestade no santo monte -I, quando estiver com os filhos de
Zebedeu viu o brilho de sua luz, caiu como um morto e fechou meus olhos, e ouviu tal
voz dele como eu não sou capaz de descrever, e pensei que estava cego por seu brilho.
E quando me recuperei (respirei novamente) um pouco, disse dentro de mim: Porventura, meu Senhor tem
me trouxe aqui para que ele pudesse me cegar. E eu disse: Se essa também é a tua vontade, Senhor, não resisto.
E ele me deu a mão e me levantou; e quando me levantei, vi-o novamente de uma forma que eu
foi capaz de absorver. Como, portanto, o Deus misericordioso, amados irmãos, carregou nossa
enfermidades e desnudar nossos pecados (como diz o profeta: Ele carrega nossos pecados e sofre por nós; mas
nós o estimamos em aflição e atormentado por pragas), pois ele está no Pai e no
Pai nele - ele também é a plenitude de toda majestade, que nos mostrou todo o seu bem
coisas: ele comeu e bebeu por nossa causa, não tendo fome nem sede; ele
carregado e desprezado por nossa causa, ele morreu e ressuscitou por nossa causa; quem ambos
me defendeu quando pequei e me consolou por sua grandeza, e vos consolará também que vós
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 118
118
pode amá-lo: este Deus que é grande e pequeno, justo e imundo, jovem e velho, visto no tempo e
até a eternidade invisível; a quem a mão do homem ainda não segurou, ainda é segurado por seus servos;
a quem nenhuma carne viu, mas agora vê; quem é a palavra proclamada pelos profetas e agora
aparecendo (então Gk .: Lat. não se ouviu falar, mas agora é conhecido); não sujeito a sofrimento, mas tendo agora
provou o sofrimento por nossa causa (ou semelhante a nós); nunca castigou, mas agora castigou; quem era
antes que o mundo seja compreendido a tempo; o grande começo de todo principado, ainda
entregue aos príncipes; bonito, mas entre nós humilde; visto de todos ainda prevendo tudo (MS.
falta de visão, ainda prevendo). Irmãos, este Jesus tendes a porta, a luz, o caminho, o pão,
a água, a vida, a ressurreição, o refresco, a pérola, o tesouro, a semente, o
abundância (colheita), a semente de mostarda, a videira, o arado, a graça, a fé, a palavra: ele é
todas as coisas e não há outro maior que ele. A ele seja louvor, mundo sem fim. Amém.
XXI E quando chegou a nona hora, eles se levantaram para fazer oração. E eis que certo
viúvas, dos idosos, desconhecidas para Pedro, que estavam ali, cegas e sem crer, gritaram,
dizendo a Pedro: Sentamos juntos aqui, ó Pedro, esperando e crendo em Cristo Jesus: como
por isso fizeste com que um de nós visse, suplicamos a ti, senhor Peter, que nos conceda também a sua
misericórdia e piedade. Pedro, porém, disse-lhes: Se há em você a fé que está em Cristo, se é firme em
você percebe em sua mente aquilo que não vê com seus olhos, e embora seus ouvidos estejam
fechado, mas que eles sejam abertos em sua mente dentro de você. Estes olhos serão novamente fechados, vendo
nada além de homens e bois e bestas mudas, pedras e gravetos; mas nem todo olho vê Jesus
Cristo. Mas agora, Senhor, permita que teu doce e santo nome socorra essas pessoas; você toca em seus
olhos; pois tu és capaz - que estes possam ver com os olhos.
E quando todos oraram, o salão em que brilharam como quando ilumina, mesmo com tais
uma luz que vem nas nuvens, mas não uma luz como a do dia, mas indizível,
invisível, como ninguém pode descrever, mesmo que estivéssemos fora de nós mesmos com
perplexidade, invocando o Senhor e dizendo: Tende piedade, Senhor, de nós, teus servos: o que nós
é capaz de suportar que, Senhor, nos dê; por isso não podemos ver nem suportar. E enquanto nos deitamos
ali, apenas aquelas viúvas se levantaram cegas; e a luz brilhante que nos apareceu
entrou em seus olhos e os fez ver. Para quem Pedro disse: Conte-nos o que viu. E
eles disseram: Vimos um homem velho de tanta beleza que não somos capazes de declarar a ti; mas outros
disse: Vimos um jovem; e outros: vimos um garoto tocando nossos olhos delicadamente, e também
nossos olhos se abriram. Pedro, portanto, engrandeceu o Senhor, dizendo: Tu és apenas o Senhor Deus, e de
Que lábios precisamos para te dar o devido louvor? e como podemos te agradecer de acordo com
tua misericórdia? Portanto, irmãos, como já lhes disse há pouco, Deus que é constante é
maior do que nossos pensamentos, mesmo quando soubemos dessas viúvas, como elas viram
o Senhor de diversas formas.
XXII. E tendo exortado a todos a pensar (entender) o Senhor com todo o seu coração,
ele começou junto com Marcellus e o resto dos irmãos a ministrar às virgens do
Senhor, e descansar até a manhã.
A quem Marcellus disse: Vós, virgens sagradas e invioláveis ​​do Senhor, escutai: Vós tendes um lugar
para permanecer, por estas coisas que são chamadas minhas, de quem são elas para salvar a sua? não partam daqui,
antes refrescai-vos; porque no sábado que vem, amanhã ainda, Simão tem
controvérsia com Pedro, o santo de Deus: pois, como o Senhor sempre esteve com ele, eis
Cristo, o Senhor, agora o representa como seu apóstolo. Pois Pedro continuou provando nada, mas
jejuando ainda um dia, para vencer o adversário perverso e perseguidor da verdade do Senhor.
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 119
119
Pois eis que meus rapazes estão anunciando que viram andaimes sendo montados no
fórum, e muita gente dizendo: Amanhã ao amanhecer, dois judeus deverão disputar aqui
a respeito do ensino (?) de Deus. Agora, portanto, vamos vigiar até de manhã, orando e
implorando a nosso Senhor Jesus Cristo que ouça nossas orações em nome de Pedro.
E Marcellus voltou a dormir por um curto espaço, e acordou e disse a Pedro: Ó Pedro, tu
apóstolo de Cristo, vamos ousadamente para o que está diante de nós. Por enquanto, quando me virei
dormindo um pouco, vi-te sentado em um lugar alto e diante de ti uma grande multidão,
e uma mulher extremamente suja, à vista como uma etíope, não uma egípcia, mas completamente negra
e imundo, vestido de trapos, e com uma coleira de ferro no pescoço e correntes nas mãos e
pés, dançando. E quando me viste, disseste-me com grande voz: Marcellus, o
todo o poder de Simão e de seu Deus é esta mulher que dança; decapita-a. E eu
Disse-te: Irmão Peter, sou senador de uma alta corrida e nunca maculei minhas mãos,
nem matou nem um pardal a qualquer momento. E tu ouvindo que começou a gritar ainda
mais: Vem tu, nossa verdadeira espada, Jesus Cristo. e cortar não apenas a cabeça deste diabo, mas cortar
todos os seus membros em pedaços, à vista de todos aqueles que eu aprovei em teu serviço. E
Imediatamente alguém semelhante a ti, ó Pedro, tendo uma espada, cortou-a em pedaços;
sinceramente sobre vocês dois, tanto em ti como naquele que corta em pedaços que o diabo e maravilha
muito para ver como vocês eram parecidos. E eu acordei e te contei esses sinais de Cristo.
E quando Pedro ouviu, ele ficou mais cheio de coragem, pois Marcellus tinha visto esses
coisas, sabendo que o Senhor sempre se importa. E ser alegre e revigorado por esses
palavras, ele se levantou para ir ao fórum.
XXIII. Ora, os irmãos estavam reunidos, e todos os que estavam em Roma, e tomaram lugar.
cada um por um pedaço de ouro: reuniram-se também os senadores, os prefeitos e os que estavam
autoridade. E Pedro veio e se pôs no meio, e todos clamaram: Mostra-nos, ó Pedro, quem é teu
Deus e qual é a sua grandeza que te deu confiança. Não inveje os romanos; eles
são amantes dos deuses. Temos provas de Simão, vamos tê-lo; nos convencer, ambos
você, em quem realmente devemos acreditar. E como eles disseram estas coisas, Simão também entrou, e
parado em apuros ao lado de Peter, a princípio ele olhou para ele.
E, após um longo silêncio, Pedro disse: Vós, homens de Roma, sejam verdadeiros juízes para nós, pois eu digo que
creram no Deus vivo e verdadeiro; e prometo lhe dar provas dele, que são
soube por mim que muitos de vocês também podem dar testemunho. Pois vedes que este homem é agora
repreendido e silencioso, sabendo que eu o expulsei da Judéia por causa dos enganos que ele
praticado em Eubula, uma mulher honrada e simples, por sua arte mágica; e sendo expulso
dali, ele veio para cá, pensando em escapar da atenção entre vocês; e eis que ele se defronta com
enfrente comigo. Diga agora, Simão, você não caiu em Jerusalém aos meus pés e no de Paulo, quando
Vimos as curas que foram feitas por nossas mãos e dizemos: Peço que me aceite um pagamento como
quanto quiser, para que eu possa impor as mãos sobre os homens e fazer obras tão poderosas? E nós
quando a ouvimos amaldiçoá-lo, dizendo: Você pensa em nos tentar como se quiséssemos possuir
dinheiro? E agora, você não tem medo? Meu nome é Pedro, porque o Senhor Cristo garantiu
para me chamar de 'preparado para todas as coisas'; pois confio no Deus vivo, por quem deitarei a tua
feitiçarias. Agora deixe ele fazer em sua presença as maravilhas que ele fez antes: e o que eu tenho
agora disse sobre ele: não crerás nisso?
Mas Simão disse: Presume-se que você fala de Jesus de Nazaré, filho de um carpinteiro e um
próprio carpinteiro, cujo nascimento é registrado (ou cuja raça reside) na Judéia. Ouve, Pedro:
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 120
120
os romanos têm entendimento: eles não são tolos. E ele se voltou para o povo e disse: Vós, homens
de Roma, nasceu Deus? ele é crucificado? quem tem mestre não é Deus. E quando ele falou assim,
muitos disseram: Tu dizes bem, Simão.
XXIV. Mas Pedro disse: Anátema às tuas palavras contra (ou em) Cristo! Presume que você fale
assim, enquanto o profeta diz dele: quem declarará sua geração? E outro profeta
diz: E nós o vimos e ele não tinha beleza nem beleza. E: Nos últimos tempos, uma criança
nascer do Espírito Santo: sua mãe não conhece um homem, nem alguém diz que ele é seu
pai. E novamente ele diz: Ela produziu e não produziu. [Do apócrifo
Ezequiel (perdido)] E novamente: é uma coisa pequena para você cansar homens (lit.) É uma coisa pequena que você
fazer um concurso para homens)? Eis que uma virgem conceberá no ventre. E outro profeta
diz, honrando o Pai: nem ouvimos sua voz, nem uma parteira entrou.
a ascensão de Isaías, xi. 14] Outro profeta diz: Nascido não no ventre de uma mulher, mas
de um lugar celestial desceu. E: Uma pedra foi cortada sem as mãos e feriu todas as
reinos. E: A pedra que os construtores rejeitaram, o mesmo se tornou a cabeça do
canto; e ele o chama de pedra eleita, preciosa. E novamente diz um profeta a respeito dele:
E eis que vi alguém como o Filho do homem vindo sobre uma nuvem. E o que mais? Ó homens de
Roma, se você conhecesse as Escrituras dos profetas, eu explicaria tudo a você: pelas quais
Nas Escrituras, era necessário que isso fosse falado em mistério e que o reino de Deus
deve ser aperfeiçoado. Mas estas coisas serão abertas para você daqui em diante. Agora volto para ti,
Simão: faça alguma coisa daquelas com as quais você os enganou antes, e eu irei
nada disso traga através de meu Senhor Jesus Cristo. E Simon arrancou sua ousadia e disse: Se
o prefeito permita (prepare-se e não demore por minha causa).
XXV. Mas o prefeito desejou mostrar paciência para ambos, para que ele não parecesse fazer nada
injustamente. E o prefeito apresentou um de seus servos e disse assim a Simão: Toma isto
homem e entregá-lo à morte. E a Pedro ele disse: E tu o revive. E até o
pessoas que o prefeito disse: Agora é para você julgar se um destes dois é aceitável para Deus,
quem mata ou quem vive. E logo Simon falou no ouvido do rapaz e
deixou-o sem palavras e ele morreu.
E quando começou a haver um murmúrio entre o povo, uma das viúvas nutridas
(refrescado) na casa de Marcelo, em pé atrás da multidão, gritou: Ó Pedro, servo de
Deus, meu filho está morto, o único que eu tive. E o povo deu lugar a ela e a levou a
Pedro: e ela se jogou aos pés dele, dizendo: Eu tive um filho único, que com as mãos dele
(ombros) me deram alimento: ele me levantou, me carregou; agora que ele está morto,
quem me alcançará uma mão? A quem Pedro disse: Vá com estes como testemunha e traga aqui
teu filho, para que vejam e possam acreditar que pelo poder de Deus ele ressuscitou, e que
este homem (Simão) pode vê-lo e falhar (ou, e ela quando o viu, caiu). E Peter
disse aos rapazes: Precisamos de alguns rapazes e, além disso, de quem quiser
acreditam. E imediatamente se levantaram trinta jovens, preparados para carregá-la ou trazer
lá seu filho que estava morto. E enquanto a viúva quase não voltou para si mesma, a jovem
homens a levaram; e ela estava clamando e dizendo: Eis que meu filho, o servo de Cristo enviou
até ti: arrancando os cabelos e o rosto. Agora os jovens que foram examinados (Gk.
aparentemente, segurou) as narinas do rapaz para ver se ele estava realmente morto; e vendo que ele estava
mortos de verdade, tiveram compaixão da velha e disseram: Se assim o desejar, mãe e
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 121
121
confiança no Deus de Pedro, vamos levá-lo e levá-lo para lá, para que ele possa criá-lo
levante-o e restaure-o para ti.
XXVI. E como eles disseram essas coisas, o prefeito (no fórum, Lat.), Olhando seriamente
Pedro (disse: Que dizes a Pedro?) Eis que meu rapaz está morto, que também é querido pelo imperador,
e não o poupou, embora tivesse comigo outros jovens; mas eu preferia fazer um julgamento
(tentação) de ti e do Deus a quem tu (pregas), se és verdadeiro, e portanto eu faria
manda esse rapaz morrer. E Pedro disse: Deus não é tentado nem provado, ó Agripa, mas se ele é amado
e rogou que ele ouvisse os que eram dignos. Mas desde agora meu Deus e Senhor Jesus Cristo é
tentado entre vós, que tem feito tão grandes sinais e maravilhas pelas minhas mãos para afastá-lo
teus pecados - agora também aos olhos de todos, Senhor, à minha palavra, pelo teu poder o eleva
a quem Simão matou tocando nele. E Pedro disse ao mestre do rapaz: Vá, tome
segure a mão direita dele, e você o terá vivo e andando com você. E Agripa, o
o prefeito correu e foi até o rapaz, pegou sua mão e o levantou. E toda a multidão vendo
gritava: Um é o Deus, um é o Deus de Pedro.
XXVII. Enquanto isso, o filho da viúva também foi trazido para a cama pelos rapazes, e
o povo abriu caminho para eles e os trouxe a Pedro. E Pedro levantou os olhos para
o céu e estendeu as mãos e disse: Ó santo Pai do teu Filho Jesus Cristo. quem tem
concedeu-nos o teu poder, para que através de ti possamos pedir e obter, e desprezar tudo o que está no
mundo, e só te sigo, que é visto de poucos e que seria conhecido de muitos: brilhe
sobre nós, Senhor, ilumina-nos, aparece tu, levanta o filho desta viúva idosa, que não pode ajudar
ela mesma sem o filho. E eu, repetindo a palavra de Cristo, meu Senhor, te digo: Jovem,
levante-se e ande com tua mãe enquanto puderes fazer-lhe o bem; e depois servirás
depois de um tipo superior, ministrando no lote de um diácono do bispo (ou de um bispo). E
imediatamente o morto se levantou, e as multidões viram e se maravilharam, e o povo chorou
Fora: Tu és Deus, o Salvador, tu, o Deus de Pedro, o Deus invisível, o Salvador. E eles
falaram entre si, maravilhados com o poder de um homem que invocava seu Senhor com
uma palavra; e eles o receberam para santificação.
XXVIII. A fama disso, portanto, se espalhando por toda a cidade, veio a mãe de um
certo senador, e se lançou no meio do povo, e caiu aos pés de Pedro, dizendo: Eu
Aprendi com o meu povo que és um servo do Deus misericordioso e que não
graça a todos os que desejam esta luz. Conceda, portanto, a luz a meu filho, pois sei que
você não inveja; não te desvies de uma matrona que te suplica. Para quem Pedro disse:
Crerás no meu Deus, por quem teu filho será criado? E a mãe disse alto
voz, chorando: Eu creio, ó Pedro, eu creio! e todo o povo gritou: Conceda à mãe
filho. Mas Pedro disse: Que seja trazido aqui antes de tudo isso. E Pedro voltou-se para o
povo e disse: Vós, homens de Roma, eu também sou um de vocês, e carrego o corpo de um homem e sou um
pecador, mas obteve misericórdia; portanto, não me olhes como se eu tivesse feito por meu próprio poder
o que eu faço, mas pelo poder de meu Senhor Jesus Cristo, que é o juiz dos mortos e rápidos. Dentro
creio nele e por ele sou enviado, e confio quando o clamo para elevar a
morto. Vai, pois, também, ó mulher, e faz com que teu filho seja trazido para cá e se levante novamente.
E a mulher passou pelo meio do povo e foi para a rua, correndo, com
grande alegria, e acreditando em sua mente, ela foi a sua casa e por meio de seus jovens
ela o pegou e foi ao fórum. Agora ela mandou os rapazes colocarem bonés [Stacki, um sinal
que agora estavam livres.] de cabeça para andar diante do esquife e tudo o que ela tinha
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 122
122
determinado a queimar o corpo de seu filho para ser levado diante de seu esquife; e quando Peter viu
ele teve compaixão do corpo morto e dela. E ela veio à multidão, enquanto todos
lamentou-a; e uma grande multidão de senadores e matronas seguiu depois, para contemplar a maravilhosa
obras de Deus: pois este Nicóstrato morto estava excedendo os nobres e amados dos
senado. E eles o trouxeram e o colocaram diante de Pedro. E Pedro pediu silêncio, e
em voz alta disse: Vós, homens de Roma, que agora haja um julgamento justo entre mim e
Simon; e julgai se nós dois cremos no Deus vivo, ele ou eu.
corpo que jaz aqui, e acredita nele como o anjo de Deus. Mas se ele não puder, e eu apelo
meu Deus e restaure o filho vivo a sua mãe, então creia que este homem é um feiticeiro e
um enganador, que se diverte entre vocês. E quando todos eles ouviram essas coisas, eles pensaram
que estava certo que Pedro havia falado, e eles encorajaram Simão, dizendo: Agora, se houver
tudo em ti, mostra-o abertamente! ou vence, ou serás vencido! (ou, nos convença, ou
serás condenado). Por que você está parado? Venha, comece! Mas Simon, quando os viu
todos os instantes com ele ficaram em silêncio; e depois, quando ele viu o povo em silêncio e olhando
Simão clamou ele, dizendo: Vós, homens de Roma, se contemplardes o morto, levantareis
Peter fora da cidade? E todo o povo disse: Nós não apenas o expulsaremos, mas também
instante nós o queimaremos com fogo.
Simão foi até a cabeça do morto e desceu e três vezes se levantou (ou,
e disse três vezes: levante-se) e mostrou às pessoas que ele (os mortos) levantou a cabeça e
moveu-o e abriu os olhos e inclinou-se um pouco para Simão. E logo eles
começou a pedir madeira e tochas, com as quais queimar Peter. Mas Pedro recebendo força de
Cristo, levantou a sua voz e disse aos que clamavam contra ele: Agora vejo eu, povo da
Roma, que sois - não devo dizer tolos e vaidosos, contanto que seus olhos e seus ouvidos e seus
corações estão cegos. Quanto tempo seu entendimento será obscurecido? não vedes que sois
enfeitiçado, supondo que um morto seja ressuscitado, quem não se levantou? Teria
bastaram, homens de Roma, manter minha paz e morrer sem falar, e deixar vocês
entre os enganos deste mundo; mas tenho o castigo do fogo inextinguível diante do meu
olhos. Se, portanto, lhe parece bom, fale o morto; levante-se, se ele vive, deixe-o
solte sua mandíbula que está presa, com as mãos, invoque sua mãe, diga-lhe
que clamam: Por que clamais? deixe-nos acenar com a mão. Se agora você veria isso
ele está morto, e enfeitiçado, deixe este homem se afastar do esquife, que o convenceu
afastar-se de Cristo e vereis que o morto é como o vimos trazido para cá.
Mas Agripa, o prefeito, não tinha mais paciência, mas afastou Simão com suas próprias mãos, e
novamente o morto jazia como estava antes. E o povo ficou furioso, e se afastou de
a feitiçaria de Simão e começou a gritar: Escutai, ó César! se agora os mortos não ressuscitam, que
Simão queimou em vez de Pedro, porque em verdade ele nos cegou. Mas Pedro estendeu a mão e
disse: Ó homens de Roma, tenham paciência! Não vos digo que, se o rapaz for criado, Simão
queimar; pois se eu disser, você o fará. O povo clamou: Contra a tua vontade, Pedro, nós o faremos. Até
a quem Pedro disse: Se você permanecer nesta mente, o rapaz não se levantará; porque sabemos que não devemos
mal por mal, mas aprendemos a amar nossos inimigos e a orar por nossos perseguidores. Pois se mesmo
esse homem pode se arrepender, era melhor; pois Deus não se lembrará do mal. Que ele entre, portanto, em
a luz de Cristo; mas se ele não puder, que ele possua a parte de seu pai, o diabo, mas que não
suas mãos sejam contaminadas. E quando ele falou assim ao povo, foi ao rapaz, e
antes de criá-lo, ele disse a sua mãe: Estes jovens que você libertou no
BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 123
123
honra de teu filho, ainda pode servir a Deus quando ele vive, sendo livre; pois sei que a alma de
alguns se machucam se virem teu filho ressuscitar e saberem que ainda estarão em cativeiro;
todos eles continuam livres e recebem seu sustento como antes, pois teu filho está prestes a ressuscitar
novamente; e que eles estejam com ele. E Peter olhou muito para ela, para ver seus pensamentos. E a
mãe do rapaz disse: O que mais posso fazer? portanto, diante do prefeito, digo: seja lá o que fosse
com a intenção de queimar o corpo do meu filho, que ele o possua. E Pedro disse: Seja o resíduo
distribuído às viúvas. Então Pedro se alegrou em alma e disse em espírito: Ó Senhor, que és
misericordioso, Jesus Cristo, mostra-te a teu Pedro, que te invoca como sempre
mostrou-lhe misericórdia e benignidade: e na presença de todos estes que obtiveram
liberdade, para que estes se tornem teus servos, que Nicostratus se levante agora. E Pedro tocou o
lado do rapaz e disse: Levante-se. E o rapaz se levantou e tirou a roupa de sepultura e sentou-se e soltou
mandíbula e pediu outro traje; e ele desceu do esquife e disse a Pedro: Eu oro
ti, ó homem de Deus, vamos a nosso Senhor Cristo, a quem vi falar comigo; quem também
mostrou-me e disse-lhe: Traga-o aqui para mim, pois ele é meu. E quando Peter
ouviu isso do rapaz, ele foi fortalecido ainda mais em alma pela ajuda do Senhor; e Peter disse
ao povo: Homens de Roma, é assim que os mortos são ressuscitados, assim eles conversam,
assim eles surgem e andam, e vivem tanto tempo quanto Deus deseja. Agora, pois, vós que
ajuntem-se à vista, se não vos desviares destes vossos maus caminhos, e de todos os vossos deuses
que são feitas com as mãos, e de toda impureza e concupiscência, recebem comunhão com
Cristo, crendo, para que obtenhais a vida eterna.
XXIX. E na mesma hora eles o adoraram como um Deus, caindo aos seus pés, e os
doente que eles tinham em casa, para que ele pudesse curá-los.
Mas o prefeito, vendo que uma multidão tão grande esperava em Pedro, significou a Pedro que ele
deveria retirar-se: e Pedro disse ao povo que viesse à casa de Marcelo. Mas o
a mãe do rapaz pediu a Pedro que pusesse os pés em sua casa. Mas Pedro havia indicado estar com
Marcellus no dia do Senhor, para ver as viúvas, como Marcellus havia prometido, ministrar até
eles com suas próprias mãos. O rapaz, que ressuscitou, disse novamente: Não me afasto de Pedro.
E sua mãe, alegre e regozijada, foi à sua casa. E no dia seguinte após o
sábado, ela foi à casa de Marcelo, trazendo a Pedro duas mil moedas de ouro, e
dizendo a Pedro: Divida-os entre as virgens de Cristo que o servem. Mas o rapaz que
ressuscitou dos mortos, quando viu que não havia dado nada a ninguém, foi para casa e
abriu a imprensa e ele mesmo ofereceu quatro mil moedas de ouro, dizendo a Pedro: Eis também
que foi levantada, ofereça uma oferta dupla, e eu também a partir de hoje como orador
sacrifício a Deus.
Aqui começa o texto original em grego, conforme preservado em um de nossos dois manuscritos (aquele no Monte.
Athos). O segundo manuscrito (Patmos) começa, assim como as versões, no cap. xxxiii. O grego e
não o latim é seguido na tradução.
XXX. Agora, no dia do Senhor, como Pedro discursou aos irmãos e os exortou ao
fé de Cristo, estando presentes muitos do senado e muitos cavaleiros e mulheres ricas e
matronas, e sendo confirmada na fé, uma mulher que estava lá, muito rica, que era
de sobrenome Chryse, porque todos os seus vasos eram de ouro - pois desde o nascimento ela nunca usou um
vaso de prata ou vidro, mas apenas de ouro - disse a Pedro: Pedro, servo de Deus, ele
a quem tu chamas a Deus apareceu-me em sonho e disse: Crise, leva-te a Pedro, meu
ministrar dez mil peças de ouro; porque tu os deves a ele. Eu os trouxe, portanto,
A BIBLIOTECA DA SOCIEDADE GNÓSTICA 124
124
temendo que algum mal me fosse causado por aquele que me apareceu, que também partiu
para o céu. E assim dizendo, ela depositou o dinheiro e partiu. E Pedro vendo isso glorificado
o Senhor, para que os necessitados sejam revigorados. Certos, portanto, daqueles que
Disseram-lhe: Pedro, não fizeste mal em receber o dinheiro dela? porque ela está doente
falou por toda a Roma por fornicação, e porque ela não guarda um só marido, sim,
ela ainda tem a ver com os rapazes de sua casa. Portanto, não seja um parceiro da tabela de
Chryse, mas deixe que o que dela veio seja devolvido a ela. Mas Peter, ouvindo-o riu e
disse aos irmãos: O que essa mulher é no resto de seu modo de vida, eu não sei, mas nisso eu
recebi esse dinheiro, não o fiz de maneira tola; pois ela pagou como devedora a Cristo, e
dá aos servos de Cristo, porque ele mesmo os providenciou.
XXXI. E trouxeram para ele também os enfermos no sábado, suplicando que pudessem
recuperação de suas doenças. E muitos foram curados que estavam doentes de paralisia, e gota, e
febres terciárias e quartanas, e de todas as doenças do corpo foram curadas, acreditando na
nome de Jesus Cristo, e muitos foram adicionados todos os dias à graça do Senhor.

Post a Comment

COMMENT POLICY:
We have Zero Tolerance to Spam. Chessy Comments and Comments with 'Links' will be deleted immediately upon our review.